sexta-feira, 12 de agosto de 2016

[Tradução] O Livro de Isaías | Anne Carson

I

Isaías acordou irado.
Contra as orelhas de Isaías não mélica de melro acontecia a ira.
Deus encheu as orelhas de Isaías com agulhas.
Deus e Isaías costumavam ser amigos.
Deus e Isaías conversavam notívagos, Isaías corria para o jardim.
Conversavam sob a rameira, a noite escorria.
Da sola dos pés à cabeça de Isaías Deus fazia vibrar.
Isaías tinha amado Deus e agora esse amor se tornara mágoa.
Isaías quis um nome para a mágoa, ele a chamou de pecado.
Agora Isaías era um homem que acreditava ser uma nação.
Isaías chamou Judá a nação e condição de Judá o pecado.
Dentro de Isaías Deus viu a superfície do mundo queimar.
Isaías e Deus viam as coisas de maneira diferente, posso falar de suas ações.
Isaías se dirigiu à nação.
A fragilidade do homem! gritou Isaías.
A nação se atiçou em sua casca e dormiu de novo.
Dois bifes de carne ensanguentada redobravam em seus olhos como asas.
Como uma pintura brilhando dura a nação dormia.
Quem inventará um novo medo?
De todo modo eu inventei o pecado, pensou Isaías, passando a mão na manga.
E então, por causa de uma grande atração entre eles –
que a favor e contra Isaías lutou pelo resto de sua vida –
Deus destruiu a indiferença de Isaías.
Deus lavou o cabelo de Isaías no fogo,
Deus se fixou.
De dentro das asas de carne a nação escutou.
Você, disse Isaías.
Sem resposta.
Eu não posso te ouvir, falou de novo Isaías sob a rameira
Luz alvejante abriu a câmara da noite,
Deus chegou.
Deus esmagou Isaías como vidro contra cada orifício de sua nação.
Mentiroso! disse Deus.
Isaías coloca as mãos no casaco, ele coloca a mão no rosto.
Isaías é um homem pequeno, disse Isaías, mas não é mentiroso.
Deus fez uma pausa.
E foi assim o seu acordo.
Fragilidade dos dois lados, sem mentir.
A mulher de Isaías veio até a porta, os batentes tinham se movido.
O que foi esse barulho? disse a mulher de Isaías.
O medo do Senhor, disse Isaías.
Ele sorriu no escuro, ela voltou pra dentro.



[trad. Rafael Zacca]



Nenhum comentário:

Postar um comentário